sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

“Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia” - Mt 5.7

Ministério de Ensino

IDENTIFICANDO-ME COM CRISTO
Pr. Bruno Marquardt

Bem-aventuranças - 5

“Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia” - Mt 5.7

            A palavra grega que melhor exprime o amor de Deus é “ágape”. É o tipo de amor que leva uma pessoa a se sacrificar pela outra, mesmo que a outra rejeite seu sacrifício. O amor “ágape”, por isso, está mais centralizado na nossa vontade dos que em nossas emoções.

            Foi o amor “ágape” de Deus que levou Jesus a se fazer homem e morrer por nós; foi o amor “ágape” que levou Estevão a perdoar os que o apedrejaram. Uma faceta desse amor sacrificial é a “misericórdia”. Outras traduções para misericórdia podem ser: compaixão, amor terno. Por isso, misericórdia é a habilidade de se colocar “na pele” do outro. Habilidade para ver, sentir e pensar como o outro. É a habilidade de se colocar na situação do outro para poder se identificar totalmente  com a experiência triste que o outro está vivendo. O sinônimo de misericórdia é “compaixão” formada de duas palavras latinas:  “com” + “paixão” = “sofrer com”.

            Em resumo, o que Jesus está querendo dizer nessa bem-aventurança é: “Feliz o homem que se coloca “na pele” de outra pessoa até que veja, pense e sinta como se fosse ela.   É através desta identificação que ele poderá alcançá-la e ser misericordioso. O homem que assim procede será motivado a isso porque entende como Deus tem sido misericordioso em Jesus Cristo para com ele.

O povo grego considerava ser indigno para uma divindade se envolver com as condições desagradáveis de um ser humano. Os estóicos, que são uma espécie de seita entre os gregos, cultivavam a apatia (falta de sentimento). Pensavam que, se a situação de miséria do outro me comover, estarei me colocando debaixo do controle do outro. Isso é um conceito totalmente errado: a misericórdia é o controle de Deus sobre nossas emoções, motivações e ações para ajudar a quem estão em necessidade. Quando assim procedemos, estaremos demonstrando aos necessitados uma faceta do caráter de Deus.

            Temos que tomar cuidado para não confundir misericórdia com “sentir pena” da outra pessoa. Quando sentimos “pena” da outra pessoa, estamos julgando Deus de injusto. Tipo: “Coitado do homem, não merecia isso”. Sempre se lembrar que Deus é senhor de todas as circunstâncias da vida dos seus filhos. Ele apenas permite que lhe ocorram situações pelas quais seu filho vai crescer. - Rm 8.28,29; 2 Co 12.7-10.

            Texto clássico para “sentir pena” - Mt  16.21-23. Jesus havia predito que, ao ir a Jerusalém, seria preso, maltratado e  morto pelos judeus. Quando Pedro ouviu isso, disse: “Tem compaixão de ti, Senhor, isso de modo algum te acontecerá”.  Jesus disse a Pedro: “Arreda Satanás”. O diabo conseguiu falar através de Pedro, por causa de um falso sentimento de compaixão. O diabo se aproveitou disso para tentar demover Jesus da idéia de morrer voluntariamente na cruz.

2)  Exemplos de Cristo:
·      “O Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai” - Jo 1.14.
·      “Vendo ele (Jesus) as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não tem pastor” - Mt 9.36
·      “Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo - pela graça sois salvos.” Ef 2.4,5

3)  Exemplos de fiéis:
·      “Apedrejavam a Estevão que ...ajoelhando-se, clamou em alta voz: Senhor, não lhes imputes este pecado”-  At 7.59,60.
·      2 Co 8.1- 4: os cristãos da Macedônia se compadeceram dos irmãos da Judeia que passavam fome.

4)  Atitudes positivas ma vida de quem se torna misericordioso:
·      Tem facilidade para perdoar a quem o prejudicou, feriu ou rejeitou.
·      Tem facilidade para compreender o amor de Deus por ele.
·      Tem facilidade para comunicar o amor de Deus aos outros - Pv 19.22: “O que torna agradável o homem é a sua misericórdia”.
5) Atitudes negativas na vida de quem não é misericordioso:
·      Ira :  “O iracundo levanta contendas, e o furioso multiplica as transgressões”  - Pv 29.22.
·      Espírito ferido: “O espírito firme sustém o homem na sua doença, mas o espírito abatido, quem o pode suportar”? - Pv 18.14.
·      Raiz de amargura: “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor, atentando diligentemente porque ninguém seja faltoso, separando-se da graça de Deus; nem haja alguma raiz de amargura  que, brotando, vos perturbe e, por meio dela, muitos sejam contaminados” - Hb 12.14,15.


6)  Auto exame: (cada pessoa demonstra misericórdia de acordo com o seu dom ou ministério)
1.   Quando Deus desperta misericórdia em mim por outro, faço algo por essa pessoa? - Tg 2.15,16.
2.   Procuro servir as pessoas por pena ou por compaixão?
3.   Meu orgulho às vezes me impede de mostrar compaixão?
4.   Considero fraca a pessoa que mostra misericórdia?
5.   Geralmente as mulheres são mais misericordiosas do que os homens?
6.   Sinto-me culpado por me abster de mostrar misericórdia?
7.   A miséria dos outros normalmente desperta em mim sentimentos de misericórdia?
8.   Sou capaz de mostrar misericórdia por pessoas cujos problemas me irritam?
9.   Como expresso misericórdia?
10.  Faço do amor pelos outros o maior alvo de minha vida?
11.  Estou cooperando com Deus para me tornar um instrumento do seu perfeito amor?


7)  Bênçãos na vida de quem vai se tornando misericordioso.
1.   Estará se tornando luz do mundo. Por causa dos seus atos de misericórdia, muitos darão glória a Deus. Mt 5.14 -16.
2.   Estará se tornando sal da terra. O caráter de Deus estará se manifestando através deles e assim o nível moral da sociedade estará sendo purificado. O sal tem três utilidades: conserva, dá sabor e provoca sede - sede por uma vida mais santificada.
3.   Estará se tornando “o bom perfume de Cristo” - 2 Co 3.14,15.
4.   Alcançará misericórdia. Vai colher o que semeou - Gl  6.7-10.


8)  Passos e decisões para me tornar misericordioso:
     
1.   Aceitar Cristo como nosso Senhor e Salvador. Sem Cristo exerceremos misericórdia para nos sentirmos bem. Com Cristo procuraremos ser misericordiosos, mesmo que nos custe a vida.
2.   Reconhecer diante de Deus que não sou misericordioso.
3.   Em arrependimento diante de Deus, renunciar ao diabo que instilou em mim princípios e atitudes opostas à misericórdia: “Não tenha cada um em vista o que é propriamente seu, senão também cada qual o que é dos outros” - Fp 2.4.
4.   Constantemente contemplar a misericórdia que Deus usou para comigo, agradecendo e louvando a Deus por isso.
5.   Contemplar os atos de misericórdia praticados por Jesus e por outros fieis.
6.   Pedir a Deus um coração misericordioso.
7.   Praticar atos de misericórdia. No início serão pesados; mas com o passar do tempo se transformarão em alegria. Jesus prometeu: os misericordiosos alcançarão misericórdia.

Pr. Bruno Marquardt - E-mail: bruno.marquardt@terra.com.br






Nenhum comentário:

Postagem em destaque

GLÓRIA A DEUS