segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Deixa Deus te usar, não use Deus!

Os atributos de um pastor

Texto I Ts 2 oferece-nos um esboço dos atributos de Paulo como pastor. Seu legado serve de baliza para os pastores ainda hoje.

1. Um pastor de almas não busca conforto, mas conversões.

O apóstolo Paulo acabara de enfrentar uma prisão ilegal em Filipos. Fora preso e torturado, mas em vez de essa situação desencorajá-lo, deu-lhe ainda mais disposição para viajar a Tessalônica e prosseguir no ministério de pregação do evangelho. Um verdadeiro ministro do evangelho busca conversões, em vez de conforto e conveniência. Em vez de ganhar a vida pelo evangelho, ele estava pronto a dar a vida pelo evangelho.

2. Um pastor de almas não busca lucro, mas trabalho.

Paulo não foi a Tessalônica para tirar algo dos tessalonicenses, mas para levar algo a eles. Paulo não foi a capital da província da Macedônia para tirar, mas para dar. Ele não foi ganhar dinheiro, mas para ganhar almas. Sua motivação não era lucro, mas a salvação das pessoas. O ministério não é plataforma de lucro, mas um campo de serviço.

3. Um pastor de almas não busca aplauso dos homens, mas aprovação de Deus.

Paulo era um pastor, e não um bajulador. Ele não pregava para agradar a homens, mas para ser aprovado por Deus. Ele não buscava aplausos e reconhecimento humanos, mas lutava para ser irrepreensível diante de Deus. Um bajulador de empenha em tornar a mensagem palatável e azeitada para agradar as pessoas. Ele busca a sua glória pessoal, e não a glória de Deus. Está mais interessado em promover o seu nome do que em exaltar o nome de Cristo. Está mais interessado em arrancar aplausos dos homens do que em ser aprovado por Deus. Está mais interessado em ser amado na terra do que em ser conhecido no céu. 
De pastor a pastor; Hernandes Dias Lopes

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

GLÓRIA A DEUS