domingo, 30 de abril de 2017

Jesus Cristo está te chamado a testemunhar!

Carta de Deus – A importãncia do testemunho cristão (parte 2)

Porque em tudo fostes enriquecidos nele, em toda a palavra e em todo o conhecimento (Como o testemunho de Cristo foi mesmo confirmado entre vós). (1 Cor 1:5-6)

Diz-se que testemunho é a qualificação para ser testemunha, embora possa existir testemunha sem testemunho (vasos para desonra – 2 Tm 2:20).

A Bíblia nos mostra em muitos de seus versículos a importância do testemunho cristão , nos fazendo entender que se quisermos ter uma igreja madura espiritualmente, qualificada para toda boa obra, santificada pela palavra e pronta para apresentar-se gloriosa, sem mácula,sem mancha ,sem ruga e pronta para o noivo Jesus é imprescindível valorizar o testemunho cristão de cada crente.

Mas o que temos visto em muitas igrejas é que esses mesmos valores tem sido deixados de lado em detrimento de outros valores. Infelizmente as escolhas ministeriais tem sido feitas no “achismo” para suprir um ativismo religioso em fazer a obra de Deus esquecendo-se do Senhor da Obra. Muitas pessoas perdem tanto tempo fazendo a obra de Deus que não tem tempo de pedir orientação de Deus para a obra. Muitos crentes esquecem que a obra deve ser feita segundo a vontade de Deus. Em muitos lugares a obra de Deus tem sido feita a “trancos e barrancos” , ou seja, de qualquer jeito, por pessaos inexperientes (néofitas) que mal sabem governar sua própria casa(1 Tm 3:5).
Aliás esse é um dos pré-requisitos do testemunho cristão para o ministério.

Assim como o testemunho na família é a prova de crente verdadeiro e da sua fé (1 Tm 5:8), o testemunho cristão é a qualificação espiritual para o ministério. Paulo relata alguns deve de quem almeja o episcopado como ser irrepreensível, marido de uma só mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar, que governe “bem” a sua própria casa e etc..(1 Tm 3:5;7). Isso quer dizer que não é qualquer um que possa exercer o ministério.

Mas infelizmente, temos visto no meio cristão que as escolhas em algumas igrejas não tem seguido esses princípios, mas outros como nepotismo e de amizade por conveniência, citando apenas esses dois como exemplo.

O livro de Atos relata da escolha de sete diáconos que foram escolhidos por terem “boa repetução, ou seja, bom testemunho,sendo esses “cheios do Espirito Santo” e de sabedoria(At 6:3)

O testemunho cristão nos torna um obreiro aprovado e qualificado diante de Deus (2 Tm 2:15,3:14-17).

Outra coisa que o testemunho cristão contribui é para a evangelização. Creio que o método mais eficiente de evangelismo é o testemunho de um crente. Diz a palavra de Deus qua a UNIDADE e o TESTEMUNHO fez crescer a igreja primitiva(At 2:46-47).
O testemunho cristão com qualidade traz a salvação em quantidade (1 Tm 4:12-16).

Paulo pede a Timóteo para que seja exemplo dos fiéis EM TUDO,perseverando no testemunho, para que fazendo isso, ele possa salvar-se a si e os que ouvem.

Preseverar em ser testemunho cristão tem sido um dos grandes desafios a essa geração de crentes.
Isso porque o referencial da Igreja primitiva em detrimento desta “igreja” com “i” minúsculo de nossa geração é enorme.

Diz a palavra de Deus que o testemunho daqueles crentes era tremendo,tanto que persevervam unânimes no templo, partiam o pão, ou seja,tinham comunhão, faziam com alegria e singeleza de coração e contavam com a simpatia do povo.

Diz as Escrituras que “enquanto isso”o Senhor acrescentava os que ia sendo salvos (At 2:46-47).

Mais do que fazer campanhas evangelísticas de grande porte o cristão deve se cosnscientizar que o testemunho cristão vale mais do muitos projetos evangelísticos de qualquer ministério.

O livro de Atos mostra a realidade de uma igreja que era unida, unânime, fraterna, simples, temente a Deus e de uma alegria sincera. E por isso, contava com a “simpatia” do povo. E por isso e nada mais que isso, que “todos os dias” Deus acrescentava os salvos.

Hoje vivemos outra realidade a de uma igreja individualista, dispersa, egoísta e a cada dia mais parecida com os padrões do mundo, do que os padrões de Deus.

Mas Graças a Deus que existe algumas excessões e alguns remanescentes que não abrem mão de serem menos religiosos evangélicos e mais cristãos bíblicos no modo de proceder e agir.

Meu desejo é que essas excessões venham a ser maioria, para que o Senhor se agrade dos crentes e dos líderes dessa geração.

Porque quem nisto serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens.
Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros (Rm 14:18-19)

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

GLÓRIA A DEUS