sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Carta de Tito - Inspirada e Proveitosa

Os cristãos cretenses viviam num ambiente de mentira, corrupção e avareza. Deviam simplesmente seguir a multidão? Ou deviam dar passos definidos para se separarem completamente a fim de servir como povo santificado a Deus? Dando a conhecer por meio de Tito que os cretenses devem “fixar as mentes em manter obras excelentes”, Paulo disse: “Estas coisas são excelentes e proveitosas para os homens.” É também ‘excelente e proveitoso’ hoje, num mundo que afundou no lamaçal da falsidade e das práticas desonestas, que os verdadeiros cristãos ‘aprendam a manter obras excelentes’, sendo frutíferos no serviço de Deus. (3:8, 14) Toda a condenação feita por Paulo da imoralidade e da iniquidade que ameaçavam as congregações em Creta permanece como aviso para nós hoje, quando ‘a graça imerecida de Deus nos instrui a repudiar a impiedade e os desejos mundanos, e a viver com bom juízo, justiça e devoção piedosa no meio deste atual sistema de coisas’. Os cristãos devem também estar “prontos para toda boa obra” em demonstrar obediência aos governos, mantendo boa consciência. — 2:11, 12; 3:1.


Tito 1:5-9 suplementa 1 Timóteo 3:2-7 em mostrar o que o Espírito Santo requer dos superintendentes. Isto salienta a necessidade de o superintendente ‘apegar-se firmemente à palavra fiel’ e ser instrutor na congregação. Quão necessário isto é em conduzir todos à madureza! De fato, esta necessidade de ensino correto é salientada diversas vezes na carta a Tito. Paulo admoesta Tito a ‘persistir em falar as coisas próprias para o ensino salutar’. As mulheres idosas devem ser “instrutoras do que é bom”, e os escravos devem ‘adornar o ensino de nosso Salvador, Deus, em todas as coisas’. (Tito 1:9; 2:1, 3, 10) Frisando a necessidade de Tito, como superintendente, ser firme e destemido no seu ensino, Paulo diz: “Persiste em falar destas coisas, e em exortar e repreender com plena autoridade para mandar.” E, no caso dos que desobedecem, ele diz: “Persiste em repreendê-los com severidade, para que sejam sãos na fé.” Assim, a carta de Paulo a Tito é especialmente “proveitosa para ensinar, para repreender, para endireitar as coisas, para disciplinar em justiça”. — Tito 2:15; 1:13; 2 Tim. 3:16.


A carta a Tito estimula o nosso apreço pela graça imerecida de Deus e incentiva-nos a nos desviarmos da impiedade do mundo, ‘ao passo que aguardamos a feliz esperança e a gloriosa manifestação do grande Deus e a de nosso Salvador, Cristo Jesus’. Assim fazendo, os que foram declarados justos por intermédio de Cristo Jesus podem tornar-se “herdeiros segundo uma esperança de vida eterna” no Reino de Deus. — Tito 2:13; 3:7.



Nenhum comentário:

Postagem em destaque

GLÓRIA A DEUS