quinta-feira, 22 de março de 2018

“NÓS TEMOS A CHAVE DA CASA DE DAVI PORQUE TEMOS O ESPÍRITO DO FAVOR SOBRE NÓS”
Eu creio que profeticamente nós somos a igreja de Filadélfia. A igreja de Filadélfia é a igreja que verá o arrebatamento. De todas as sete igrejas do apocalipse, ela é a única que, além de não ter sido repreendida, recebeu o elogio do Senhor.
Para essa igreja, o Senhor apareceu como aquele que tem a chave de Davi, que abre e ninguém fecha, e fecha e ninguém pode abrir.
Ao anjo da igreja em Filadélfia escreva: Estas são as palavras daquele que é santo e verdadeiro, que tem a chave de Davi. O que ele abre ninguém pode fechar, e o que ele fecha ninguém pode abrir (Ap. 3.7).
Isaías 22 diz que essa chave não é apenas de Davi, mais é a chave da casa de Davi.
“Porei sobre os ombros dele a chave do reino de Davi; o que ele abrir ninguém conseguirá fechar, e o que ele fechar ninguém conseguirá abrir ” (Is. 22.22).
O que é a casa de Davi? O que ela significa? Zacarias 12 nos dá a resposta, a casa de Davi é onde foi derramado o espírito da graça e de súplicas.
E derramarei sobre a família de Davi e sobre os habitantes de Jerusalém um espírito de ação de graças e de súplicas. Olharão para mim, aquele a quem traspassaram, e chorarão por ele como quem chora a perda de um filho único, e lamentarão amargamente por ele como quem lamenta a perda do filho mais velho (Zc. 12.10).
Quando juntamos essas verdades. Entendemos que a chave de Davi está relacionada com o espírito da graça. A graça não e uma coisa, mas o próprio Senhor Jesus. Nós temos a chave da casa de Davi porque temos o espírito do favor sobre nós.
Para essa igreja de Filadélfia, o Senhor disse que abriu uma porta que ninguém poderá fechar [Ap. 3.8]. Ele faz isso porque a chave de Davi nos foi dada.
O QUE É A CHAVE DE DAVI?
O fato de ser chamado de chave de Davi também é algo que devemos entender. A vida de Davi foi claramente caracterizada por ações de graças, louvor e adoração. Na verdade, não podemos falar de Davi sem falar dos Salmos de adoração e do tabernáculo que ele edificou em Jerusalém.
Quando o povo entrou na terra de Canãa, o Tabernáculo foi levantado em Gilgal. Depois de Gilgal, ele foi levado para Siló, o Tabernáculo ficou em Gibeon até que o templo foi construído. Mas nos dias em que o Tabernáculo estava em Siló, a Arca foi levada pelos Filisteus e nunca mais voltou para o Tabernáculo. Depois que ela voltou dos Filisteus, ficou vinte anos na casa de Abinadabe e depois três meses na casa de Obede-Edom. É nesse momento que Davi entra em cena e leva a Arca para Jerusalém e a coloca no Tabernáculo que ele levantou em Sião.
A Arca simboliza o próprio Senhor Jesus e a sua presença no meio do seu povo. Davi levantou outro tabernáculo em Jerusalém e colocou ali a Arca, de maneira que os sacrifícios e os rituais aconteciam diariamente no tabernáculo, mas a presença de Deus estava em Sião. O tabernáculo sem a Arca simboliza o cristianismo religioso sem a presença de Deus, mas o tabernáculo de Davi nos fala daqueles que genuinamente adoram o Senhor e vivem um relacionamento com o pai por meio de Cristo.
No tabernáculo de Davi, não havia sacrifícios, mas adoração continua com música, louvor e ações de graça. Durante as vinte e quatro horas do dia, os sacerdotes e levitas se revezavam adorando o Senhor diante da Arca da Aliança.
Evidentemente, a chave de Davi e algo que está relacionado com louvor e adoração. Quando mais louvamos e adoramos o Senhor, mais Ele usa a chave de Davi em nossas vidas. Davi descobriu que sempre que ele passava por tribulações ou era atacado pelo inimigo, quando ele começava a adorar o Senhor com Salmos, imediatamente o Senhor lhe dava a vitória.
Vamos ver como Davi enfrentava suas lutas e problemas e como o Senhor usava a chave para abrir portas diante dele.
Davi foi chamado de homem segundo o coração de Deus [At. 13.22]. As escrituras revelam que, quando ele enfrentava problemas, ele adorava o Senhor com Salmos e hinos. Em vez de chafurdar na derrota e ficar tateando nas trevas, ele olhava para o céu e erguia sua voz ao Rei dos reis.
SALMO 3 – ESCOLHA DESCANSAR NO SENHOR
Já no fim de sua vida, Absalão seu filho, tentou usurpar o trono de Israel. Ele poderia ter escolhido retaliar enviando suas tropas leais, mais ele não tinha um coração para pelejar contra seu próprio filho. Assim, ele decidiu fugir de Absalão a quem amava profundamente. Ele estava com o coração partido e cheio de angústia. Você pode imaginar como ele estava arrasado pela traição do próprio filho?
Mas, em vez de mergulhar na amargura e auto piedade por causa da tribulação, ele contou ao Senhor um cântico de adoração no Monte das Oliveiras [2 Sm 15.30-31].
Mas tu, Senhor, és o escudo que me protege; és a minha glória e me fazes andar de cabeça erguida. Ao Senhor clamo em alta voz, e do seu santo monte ele me responde. Pausa [Sl. 3.3-4].
“QUANTO MAIS LOUVAMOS E ADORAMOS O SENHOR, MAIS ELE USA A CHAVE DE DAVI EM NOSSAS VIDAS”
Enquanto Davi adorava o Senhor, as circunstâncias ao seu derredor foram mudadas para o seu bem. Deus fez com que os conselheiros de Absalão ficassem transtornados.
Algumas pessoas pensam que, quando estão adorando, elas estão dando alguma coisa a Deus. A verdade é bem o contrário, enquanto adoramos, Ele é quem nós dá coisas, liberando sua sabedoria, graça e vida sobre nós.
Deus não precisa da nossa adoração, Ele possui milhares de anjos que o adoram continuamente de forma perfeita. Deus não e um megalomaníaco que exige que declaremos o quanto Ele é maravilhoso. Ele não depende de nós para ser Deus.
A adoração é apenas uma resposta do nosso coração ao seu amor por nós. Quando o contemplamos e conhecemos sua graça e amor insondáveis, somos irresistivelmente atraídos para a sua presença. E, enquanto adoramos, algo sobrenatural acontece, somos transformados de glória em glória na sua própria imagem [2Co. 3.18].
Muito antes de o inimigo roubar sua vitória, ele rouba sua canção. Antes de arrancar a sua alegria, ele cala o seu louvor. E muito antes que perceba, você se torna crítico, pessimista, depressivo e mal-humorado. Não permita que o diabo tenha êxito. Deixe que o louvor do Senhor esteja continuamente em seu lábios e o seu coração esteja sempre consciente da sua presença.
SALMO 34 – ESCOLHA ADORAR O SENHOR
O salmo 34 foi escrito quando Davi estava na caverna de Adulão. Na introdução do salmo, há uma explicação dizendo que Davi o escreveu quando se fingiu de louco na presença de Abimeleque.
Davi estava fugindo de Saul e se refugiou em Gate. Você deve se lembrar de que Golias era exatamente dessa cidade. Agora Davi estava numa situação tão caótica que ele foi buscar refúgio justamente junto ao rei de Golias. Que situação deplorável!
Quando Davi chegou a Gate, os servos do rei o reconheceram como aquele que tinha derrubado Golias. Então, eles disseram ao rei: “este não e Davi, o rei da sua terra? Não é a este que se cantava nas danças, dizendo Saul feriu seus milhares, porém Davi teve os seus dez milhares?” [1 Sm. 21.11].
Ouvindo isso, Davi teve muito medo do rei de Gate. A Bíblia nos diz então que ele mudou seu comportamento fingindo ser louco, se agarrava nas portas e deixava correr saliva pela barba [1 Sm. 21.11]. Por causa disso, o rei de Gate o mandou embora. Então, a Palavra de Deus diz, no versículo seguinte, que Davi saiu dali e se refugiou na caverna de Adulão [1 Sm. 22.1].
Agora que você compreendeu o contexto do salmo 34, veja o que Davi ministrou ao Senhor dentro da caverna. Ele poderia se esconder ali cheio de auto piedade e condenação, mas em vez disso, ele louvou ao Senhor.
Bendirei o Senhor o tempo todo! Os meus lábios sempre o louvarão. Minha alma se gloriará no Senhor; ouçam os oprimidos e se alegrem. Proclamem a grandeza do Senhor comigo; juntos exaltemos o seu nome. Busquei o Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores [Sm. 34. 1-4].
Davi escolheu não ser derrotado pelas suas circunstâncias. Ele decidiu bendizer o Senhor em todo tempo, não apenas em tempo de bonança, mas acima de tudo em tempos de aflição.
Ele entrou na caverna em desespero, mas algo aconteceu enquanto ele adorava o Senhor. Não apenas ele foi transformado, mas também os homens que estavam com ele. O texto diz que “ajuntaram-se a ele todos os homens que se achavam em aperto, e todo homem endividado, e todos os amargurados de espírito, e ele se faz chefe deles: e RAM com ele uns quatrocentos homens” [2 Sm. 22.2].
Certamente, ele encorajou esses endividados e amargurados de espírito a cantar o verso 3 do Salmo 34: “Engrandecei o Senhor comigo, e todos á uma, lhe, exaltemos o nome”. Por causa disso, cumpriu-se o verso 5, que diz que eles contemplaram o Senhor e foram iluminados.
Aqueles homens foram transformados de glória em glória porque contemplaram o Senhor enquanto Davi adorava. Depois disso, eles se tornaram os valentes de Davi, matadores de gigantes e foram fiéis até o fim [leia 2 Sm. 23.8-39].
No mesmo princípio, hoje quando escolhemos adorar o Senhor, não podemos evitar ser transformados. Você pode começar como um endividado e amargurado, mas terminara como um valente do Senhor.
CANTE COM AS PALAVRAS DE DAVI
Se queremos ter a chave de Davi, precisamos cantar as suas palavras. Houve um rei chamado Ezequias que fez justamente isso. Em 2 Reis 18, descreve Ezequias dizendo que ele “confiou no Senhor, Deus de Israel, de maneira que depois dele, não houve seu semelhante entre todos os reis de Judá, nem entre os que foram antes dele. E assim, foi o Senhor com ele; para onde quer que saia, alcançava bom êxito” [2 Rs. 18.5-7].
O rei Ezequias trouxe reavivamento ao povo e restaurou o louvor e a adoração na casa de Deus. Ele estabeleceu os Levitas e os sacerdotes para ministrarem com instrumentos exatamente como Davi tinha feito séculos antes [2 Cr. 29.25-26].Mas o mais importante é que ele ordenou que esses ministros louvassem o Senhor com as palavras de Davi.
O rei Ezequias e seus oficiais ordenaram aos levitas que louvassem o Senhor com as palavras de Davi e do vidente Asafe. Eles louvaram com alegria, depois inclinaram suas cabeças e adoraram [2Cr.  29.30].
É maravilhoso que tenhamos o livro de Salmos em nossa Bíblia, de maneira que podemos adorar a Deus hoje com as palavras de Davi. Nós somos a igreja que possui a chave da casa de Davi, a Chave do espírito de graça e súplicas, a chave que abre e ninguém pode fechar.
Isso é maravilhoso! Ninguém pode fechar a porta que Ele abre. Lembre-se, porém, de que o Senhor fecha uma porta hoje para amanhã abrir uma maior ainda.
Não se desanime se porventura uma porta se fechar. Conta-se que, certa vez, um homem estava viajando num barco que naufragou, só ele escapou. Ele foi, então, parar numa ilha deserta. Ali, tentando sobreviver debaixo de chuva e sol, clamou a Deus e pediu a graça de poder construir uma choupana para se abrigar dos elementos da natureza. O Senhor o capacitou, e ele construiu uma choupana. E lá vivia com tranquilidade, mas o seu desejo era ir embora. Até que um dia ele orou ao Senhor pedindo-lhe que enviasse alguém para resgatá-lo. Numa manhã, ele estava na praia e começou a chover, quando de repente um raio caiu em cima da sua choupana, incendiando-a. Aquilo o deixou desolado e chateado com Deus. Primeiro, o barco afundara, e agora a choupana tinha siso destruída. “Numa ilha tão grande, o raio tinha que cair justamente em cima da minha choupana?”, lamentava ele. Parado na praia, martirizando-se ao ver a choupana pegando fogo, percebeu que um navio vinha em sua direção. Finalmente seria resgatado. Depois de subir no navio, perguntou ao comandante “Como vocês descobriram que eu estava perdido aqui?”. O comandante respondeu: “Nós não sabíamos, mas de longe vimos uma choupana queimando e imaginamos que fosse o sinal de alguém pedindo socorro”.
Às vezes, para o barco da salvação chegar, Deus precisa queimar sua choupana. Esse incêndio é só um sinal de que algo maior está vindo lá do mar. O Senhor tem a chave!
PERGUNTAS PARA COMPARTILHAR
1 – COM QUE INTENSIDADE VOCÊ TEM LOUVADO E ADORADO O SENHOR?
2 – QUAL TEM SIDO A RESPOSTA QUE VOCÊ TEM DADO A DEUS EM MEIO ÁS CIRCUNSTÂNCIAS?



Nenhum comentário:

Postagem em destaque

GLÓRIA A DEUS