quarta-feira, 6 de junho de 2018

O Espírito Santo
O Poder Transformador de Deus
“Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação” (2 Timóteo 1:7).

Um dos grandes problemas com a doutrina da trindade é que ela ofusca a nossa compreensão do papel crucial do Espírito de Deus como o poder de Deus―particularmente na vida de um cristão. Devemos repudiar as falsas crenças, se quisermos chegar a uma compreensão correta da verdade maravilhosa que a Bíblia revela sobre o Espírito Santo.
O Espírito de Deus, como vimos, foi descrito por um anjo como “o poder do Altíssimo” (Lucas 1:35, ARA). Este é o poder que criou e sustenta o universo. E é o mesmo poder que podemos receber diretamente de Deus!
Muitas outras escrituras mostram esse elo entre o Espírito Santo e o poder de Deus. Por exemplo, Paulo, como também já vimos, lembrou a Timóteo que “Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder , de amor e de moderação” (2 Timóteo1:7, ARA). E outras escrituras também se referem ao Espírito Santo como o poder de Deus (Zacarias 4:6; Miquéias 3:8, ARA).
Lucas 4:14 (ARA) registra que Jesus Cristo começou Seu ministério “no poder do Espírito”. Ao falar do Espírito Santo, que seria dado a seus seguidores depois de Sua morte, Jesus disse: “Mas recebereis poder , ao descer sobre vós o Espírito Santo” (Atos1:8, ARA).
Pedro relata que “Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder, o qual [Jesus] andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com Ele” (Atos 10:38, ARA).
O Espírito Santo está aqui associado com o poderpelo qual Deus Pai estava com Jesus―o poder através do qual Ele realizou grandes milagres durante Seu ministério físico e terrestre. O Espírito Santo é a própria presença do poder de Deus trabalhando ativamente nos seus servos (Salmos51:11; 139:7).
Paulo expressa seu desejo de que cristãos seriam “ricos de esperança no poder do Espírito Santo”, da mesma forma que Jesus tinha realizado “sinais e prodígios, pelo poder do Espírito Santo” (Romanos15:13, 19, ARA).
Esse Espírito capacita os cristãos a viver uma vida de crescimento e superação, e também a transformar suas vidas para se tornarem semelhantes a Jesus Cristo!
Precisamos da ajuda divina de Deus!
Nenhum de nós pode vencer os pecados e as falhas, e obedecer totalmente a Deus sem Sua ajuda divina. Mesmo se pudéssemos por nossa própria vontade modificar nossas atitudes, somente Deus pode mudar os nossos corações.
É por isso que Paulo rogou aos membros da igreja de Roma: “Não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente”(Romanos 12:1-2, ARA), através do poder do Espírito de Deus. Esse Espírito é o poder que Deus usa para transformar nossas vidas e renovar nossas mentes!
Anteriormente nesta epístola, no capítulo 8, Paulo nos ajuda a entender como o Espírito Santo trabalha na vida de um cristão. No versículo 14, ele escreve que “todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus”. Aqui vemos que, para ser considerados filhos de Deus, devemos ser guiados pelo Espírito de Deus.
Paulo continua este mesmo pensamento no versículo 9, dogmaticamente afirmando que, se você não tem o Espírito de Deus, também referido como Espírito de Cristo , habitando em si, você “não é dEle” . É por isso que é vital arrependermos-nos e sermos batizados―para que possamos entregar nossas vidas a Deus e receber o dom do Seu Espírito, que age e transforma nossas vidas!
Paulo escreve em outro lugar que se “Cristo [está] em vós”, então você é um cristão (Colossenses 1:27). É através do poder e influência do Espírito de Deus que nós permitimos que Cristo viva em nós.
Depois de ter recebido o Espírito de Deus, Paulo descreveu sua nova perspectiva de vida: “Estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gálatas2:20, NVI).
Simbolicamente sepultado com Jesus no túmulo de água do batismo, Paulo agora vivia uma vida que não era mais sua. Ele descreveu sua vida transformada como alguém que permite que Cristo viva novamente dentro dele. É assim que devemos agradar a Deus―imitando o Seu Filho. Paulo exortou aos outros crentes: “Sede meus imitadores, como também eu, de Cristo” (1 Coríntios 11:1). Ele nos diz: “Tenham entre vocês o mesmo modo de pensar que Cristo Jesus tinha” (Filipenses 2:5, BLH).
No entanto, não podemos ter sucesso em viver uma vida convertida de obediência a Deus e nos tornar semelhantes a Jesus Cristo somente por meio de nossos próprios esforços. Só o conseguiremos apenas pelo poder e ajuda de Deus e não através de nossos próprios esforços. Portanto, a glória e o mérito é de Deus.
Para imitarmos Cristo, devemos pedir ajuda a Deus, através do Seu Espírito, para que possamos humildemente obedecer a Deus e manter nossos pensamentos, atitudes e ações em sintonia com Ele. Devemos permitir que Seu Espírito seja a força motriz nas nossas vidas para produzir as qualidades do verdadeiro Cristianismo. Devemos frequentemente nos perguntar se estamos, de fato, a ser guiados pelo Espírito de Deus ou se estamos resistindo a ele.
Recebemos ajuda divina através do Espírito de Deus
O que o Espírito Santo de Deus faz por nós, como cristãos? Esta questão afeta a cerne de nossas crenças religiosas, porque sem o poder do Espírito de Deus não podemos ter um relacionamento profundo e íntimo com o Pai, nem podemos nos tornar Seus filhos. Porque o Espírito habita em nós é que somos chamados filhos de Deus (Romanos8:14-17).
Devemos entender o que significa ser “guiados pelo Espírito”. O Espírito de Deus não nos leva, arrasta ou pressiona; ele nos guia. Ele não vai nos impedir de pecar, nem vai nos forçar a fazer o que é certo. Ele nos guia, porém devemos estar dispostos a seguir.
Como é que o Espírito de Deus nos guia? Vamos considerar alguns aspectos.
• O Espírito Santo nos mantém em contato com a mente de Deus. O Espírito de Deus trabalha com a nossa mente. O apóstolo João descreve-o desta maneira: “E aquele que guarda os seus mandamentos nele está, e ele nele. E nisto conhecemos que ele está em nós: pelo Espírito que nos tem dado” (1 João 3:24). Através do Espírito de Deus, o qual Ele nos dá, podemos ser influenciados por Ele para o bem e para obedecer os Seus mandamentos. Isto está em flagrante contraste com o mundo que nos rodeia e com nossa própria natureza, que nos influenciam para o mal.
O Espírito de Deus também nos ajuda a compreender mais profundamente Sua verdade. Quando Jesus prometeu aos apóstolos que lhe enviaria o Espírito, Ele disse que ele “vos guiará em toda a verdade” (João 16:13).
• O Espírito de Deus nos inspira um profundo entendimento de Sua Palavra, propósito e vontade.Como 1 Coríntios 2:9-11 nos diz: “As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem são as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito ; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão [pelo] o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão [pelo] o Espírito de Deus”
Sem o Espírito de Deus uma pessoa não pode entender a expressa Palavra divina e nem Sua vontade, “porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente” (versículo 14).
• O Espírito Santo torna possível a superação. Nada é tão difícil para nós quando o poder de Deus atua em nossas vidas. Romanos 8:26 diz que o Espírito de Deus nos ajuda em nossas fraquezas. Paulo, que escreveu a carta aos Romanos, fala por todos nós quando disse: “Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece” (Filipenses 4:13, NVI).
Jesus promete aos cristãos que com “Deus tudo é possível” (Mateus 19:26, Marcos 10:27). A vida cristã é uma vida de desafios . Devemos entender que Deus não quer que permaneçamos como éramos, antes de Ele nos chamar. Em vez disso, como temos lido, é preciso não “conformar com este século, mas transformar-se pela renovação da vossa mente “ (Romanos 12:2, ARA). O Cristianismo é uma vida de superação e crescimento―de transformação de nossos pensamentos e mentes para nos tornarmos semelhantes a Jesus Cristo (Filipenses 2:5).
• O Espírito de Deus convence nossa consciência como culpada e nos ajuda a ver o pecado como realmente é. Ao falar do Espírito Santo, que seria dado a seus seguidores depois de Sua morte e ressurreição, Jesus disse que ele “convencerá o mundo do pecado” (João 16:8). O Espírito de Deus dentro de nós, trabalhando com nossa consciência, nos ajuda a reconhecer e evitar o pecado. A culpa que sentimos é real quando despertada pelo reconhecimento dos pecados.
• O Espírito Santo produz fruto divino em nós.Assim como uma macieira produz maçãs, o Espírito de Deus produz um determinado tipo de fruto na vida de um cristão. Paulo lista o fruto que deve ser evidente naqueles que são guiados pelo Espírito de Deus como “amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio” (Gálatas 5:22-23, ARA).
Cada aspecto desse fruto é digno de um estudo detalhado, juntamente com uma auto-análise para ver até que ponto essas características são evidentes em nossas vidas.
O apóstolo Pedro resume o processo de crescimento até a maturidade espiritual: “Seu divino poder nos deu tudo de que necessitamos para a vida e para a piedade, por meio do pleno conhecimento daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude. Dessa maneira, ele nos deu as suas grandiosas e preciosas promessas, para que por elas vocês se tornassem participantes da natureza divinae fugissem da corrupção que há no mundo, causada pela cobiça.
“Por isso mesmo, empenhem-se para acrescentar à sua fé a virtude; à virtude o conhecimento; ao conhecimento o domínio próprio; ao domínio próprio a perseverança; à perseverança a piedade; à piedade a fraternidade; e à fraternidade o amor. Porque, se essas qualidades existirem e estiverem crescendo em sua vida, elas impedirão que vocês, no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo, sejam inoperantes e improdutivos.
“Todavia, se alguém não as tem, está cego, só vê o que está perto, esquecendo-se da purificação dos seus antigos pecados. Portanto, irmãos, empenhem-se ainda mais para consolidar o chamado e a eleição de vocês, pois se agirem dessa forma, jamais tropeçarão, e assim vocês estarão ricamente providos quando entrarem no Reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo” (2Pedro 1:3-11, NVI).
• O Espírito de Deus também nos conforta, encoraja e auxilia de outras formas. Jesus Cristo prometeu enviar a Seus discípulos o Espírito Santo como um “Consolador” (João 14:16) ou “Auxiliador” (BLH). O verdadeiro conforto e segurança vêm da permanência do Espírito de Deus em nós. Nós não precisamos estar excessivamente preocupados com o que pode acontecer conosco. O Espírito de Deus nos dá a certeza que tudo o que acontecer será para o bem “daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8:28).
Esta garantia proporciona uma perspectiva da vida que é rara em nosso mundo. Certamente, um cristão pode desanimar, mas é através do Espírito Santo que podemos começar a enxergar a vida de um modo diferente. Como observado anteriormente, a paz é um dos frutos do Espírito de Deus na vida de um cristão.
Quando libertamos nossas mentes da confusão sobre o Espírito Santo criada pela doutrina da trindade, passamos a ver a maravilhosa verdade de como e por que Deus atua em nossas vidas para nos transformar―tornando possível obedecê-LO e crescer em Seu caminho enquanto nesta vida física, para que possamos experimentar uma transformação inspiradora no futuro retorno de Cristo. Agora vamos examinar como o Espírito de Deus pode ajudar a nos guiar para nosso destino final!



Nenhum comentário:

Postagem em destaque

GLÓRIA A DEUS